Consciente das suas consciências?

Em 14/02/2018 , Comments

Vamos relembrar

Creio que você já deve ter ouvido ou lido sobre as Leis Sistêmicas da Constelação Familiar: a lei do pertencimento, da hierarquia e a da troca. Pois bem, essas leis nascem da interação das pessoas pertencentes a um grupo, como a família, por exemplo. Até aqui, tudo bem.

 

As consciências

Todas essas leis, que regem os grupos humanos, vêm de algo que até agora a ciência não compreendeu totalmente: a consciência. E Bert Hellinger nos ensina que há três consciências: a pessoal, a de grupo ou coletiva e a universal.

 

Consciência pessoal

É orientada pela dinâmica “culpa e inocência”, permeando os conceitos de moralidade baseados no “certo e errado”. Está diretamente ligada aos valores familiares e à educação recebida. É esta consciência que gera os desequilíbrios e nos acompanha desde que nascemos. É a consciência do “ego inflado”: eu sei mais, você é isso...

 

Consciência de grupo

A consciência se conecta ao grupo (família, por exemplo). O inconsciente, a alma do grupo, atua fortemente e reivindica qualquer desrespeito para com algum membro do grupo. A consciência de grupo é maior do que a pessoal e se abstém das consequências individuais e de justiça. Aqui, independente da vontade ou compreensão dos membros, quem veio por último está a serviço das forças do pertencimento. Em outras palavras, segundo Bert Hellinger, a lealdade é regida pela hierarquia eé mais forte em pessoas que ocupam posição inferior nos grupos, como os filhos em uma família e funcionários em um nível inferior de uma empresa.

 

Consciência universal

Quando atingimos esta consciência, e isto exige algum tempo, incluímos todos e suas diferenças, sabemos o nosso lugar, sabemos que somos pequenos diante dos que vieram antes e grandes para os que vieram depois. Sabemos que somos iguais aos nossos parceiros de vida, sejam cônjuges, amigos, colegas, clientes etc. Sabemos manter uma relação em equilíbrio, observando a importância do dar e o significado do receber. Uma frase para definir esta consciência: “Foi como foi e é como é”. Aqui o amor une tudo e todos.

 

Constelação Familiar e as consciências

Então, a Constelação Familiar atua na área da consciência coletiva, tratando dos comportamentos e questões que repetimos, vindos dos antepassados ou de algum fato acontecido e que precisa ser resolvido. A Constelação Familiar, com a prática e uso, nos afasta um pouco da consciência pessoal, já que está nos acompanhará até o fim, e nos aproxima da universal, a qual reconhecemos quando encontramos a calma sentida quando estamos em paz. Ela gera leveza. Estude, leia e pratique Constelação Familiar, para atingir a consciência universal e começar a mudar um pouco este mundo.

Francisco Eschiletti | Tutor em Constelação Familiar | Instituto Nelson Teston