Uma das chaves para destravar a prosperidade

Em 02/04/2018 , Comments

Sua atenção, por favor

O texto que você vai ler aqui pode ser muito útil. Porém, lembre-se de que só a teoria não bastará. É preciso que você se desenvolva para alcançar a repetição e atingir a constância. Então, eu pergunto: você já leu vários livros, foi a muitas palestras, caprichou em estudar o perfil de quem enriqueceu e a coisa não andou? É provável que você responda que, de fato, as coisas não andaram ou não foram exatamente como deveriam ser.

 

Veja o outro ângulo

Mas, se você analisar por um outro ângulo, verá que andou, sim. Mas o fato de não ter ainda alcançado o nível desejado, só significa que você ainda não chegou ao nível de reprogramação necessário para alcançar a prosperidade. Talvez você tenha dito ou escutou alguém dizendo: “Como tal método funcionou para o fulano? ” Ou, ainda, a velha frase: “Eu apliquei o que aprendi e já perdi tudo novamente. ” Bem, se este é o seu caso, alerto que você pode estar com um problema sistêmico. Aquele problema que a Constelação Familiar chama de emaranhamento familiar e/ou de negócios. Em outras palavras, provavelmente, você está passando por situações que vêm se repetindo por várias gerações na sua família.

 

Você sabe que existem repetições?

Tenho tido a honra de trabalhar com pessoas das mais variadas faixas de ganhos financeiros e há algo em comum entre todos que observei nos últimos 20 anos: as histórias se repetem, de forma parecida em todas as famílias na humanidade. Existe um comportamento que barra o acesso à riqueza. Trata-se de um jeito de pensar, uma verdadeira crença limitante sobre o dinheiro e prosperidade, que atrasa a vida de qualquer pessoa.

 

Você sabe o que acontece, então?

Quer saber qual é esse tipo de comportamento? Pois há um tipo de programação mental, normalmente desenvolvida na infância, que é a fidelidade parental. Ou seja, somos fiéis às situações, hábitos e pensamentos transmitidos por nossos pais e/ou parentes. E se a situação de prosperidade da família sempre não foi boa, a pessoa que tem essa programação se sente culpado em ter dinheiro, ter patrimônio, fazer viagens etc.

Dentro dessas programações, há um pensamento inconsciente ditando regras. A pessoa pensa que nunca vai querer ultrapassar os pais ou parentes, pois, tornando-se mais próspero do que eles, perderá o seu lugar na família e seria uma forma de humilhação. Outro pensamento que surge é que se os outros não puderam ter, então, eu também não terei.

 

Você pode ter?

Uma das armadilhas é a pessoa associar prosperidade na carreira e no dinheiro com o tornar-se melhor e maior do que os outros, sem notar que ela viola a Lei do Pertencimento. Ou seja, cada um tem o direito de pertencer, cada um tem o seu lugar no seu contexto familiar e social. E, querendo preservar esta grande força do pertencimento, ela faz uma escolha. Assim sendo, repete para si mesmo: “Prefiro não perder o meu lugar. Prefiro não ultrapassar a todos, porque, se eu fizer isto, deixarei de pertencer a este grupo de pessoas que amo tanto. ”

 

Conheça a lei

A Lei do Pertencimento, do lugar de cada um, está presente em qualquer grupo de pessoas. Este conhecimento é apenas uma “pontinha” do que trabalhamos e ensinamos no método de transformação pessoal e profissional da Constelação Familiar e de Negócios. Não há nada de errado em se ter fidelidade parental, em querer permanecer conectado e junto dos que se ama. Mas ser leal a pobreza é uma forma distorcida de se viver a lealdade para com a família. Os pais sempre querem ver os seus filhos bem, saudáveis e prósperos. Não serve a família passar uma vida sacrificando o seu próprio futuro.

 

A solução que você precisa saber

Uma boa solução está em desenvolver a consciência de que é possível ser próspero, de que é possível ser saudável. Pensar, sentir e acreditar que é possível ter dinheiro, ser uma pessoa com conhecimentos, sem que isto seja uma forma de desrespeitar os que chegaram antes. Simplificando: ser próspero não desrespeita aos antepassados. Ter prosperidade, ter dinheiro e ter patrimônio é uma forma de honrar aos mais velhos da sua família, oferecendo para eles o seu sucesso, a sua prosperidade. Precisamos praticar esta postura mental e emocional por bastante tempo, para que ela se cristalize, para que ela se torne parte sua, da sua personalidade. Desse modo, você estará em sintonia com essa lei importante, que rege a vida e os relacionamentos de todo o ser humano, honrando a sua família e vivendo uma vida de harmonia, de equilíbrio e com muitos momentos de felicidade.